08/02/2021 11:34:07

Museus para Visitar no Rio de Janeiro

Listamos os principais Museus do Rio de Janeiro pra você conhecer um pouco da história do Rio de Janeiro e do Brasil.

Museus para Visitar no Rio de Janeiro

Museu do Amanhã

Museu do Amanhã Museu do Amanhã é um museu construído no município do Rio de Janeiro, no Brasil. O prédio, projeto do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, foi erguido ao lado da Praça Mauá, na zona portuária (mais precisamente no Píer Mauá). Sua construção teve o apoio da Fundação Roberto Marinho e teve o custo total de cerca de 230 milhões de reais. O edifício foi inaugurado em 17 de dezembro de 2015 com a presença da então presidente do Brasil Dilma Rousseff e recebeu cerca de 25 mil visitantes em seu primeiro final de semana de funcionamento. O antigo píer desativado passou a abrigar uma construção pós-moderna, orgânica e sustentável que, atualmente, é um ícone da identidade local e cultural da cidade do Rio de Janeiro.[4] A proposta da instituição é ser um museu de artes e ciências, além de contar com mostras que alertam sobre os perigos das mudanças climáticas, da degradação ambiental e do colapso social. O edifício conta com espinhas solares que se movem ao longo da claraboia, projetadas para adaptar-se às mudanças das condições ambientais. A exposição principal é majoritariamente digital e foca em ideias ao invés de objetos. O museu tem parcerias com importantes universidades brasileiras e instituições científicas globais e coleta de dados em tempo real sobre o clima e a população de agências espaciais e das Nações Unidas. A instituição também tem consultores de várias áreas, como astronautas, cientistas sociais e climatologistas.

Saiba mais

Museu de Arte do Rio de Janeiro

inaugurado em 1 de março de 2013, mantido em parceria dos órgãos públicos da cidade com a iniciativa privada. O monumento faz parte de um projeto de revitalização do centro carioca, que foi iniciado em 2009 através de uma lei municipal e pretende investir até R$ 8 bilhões nos próximos anos. A iniciativa é da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, e tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Todo o plano arquitetônico foi organizado pela Jacobsen Arquitetura, com a ideia dos três principais arquitetos: Paulo Jacobsen, Bernardo Jacobsen e Thiago Bernardes. A primeira definição do projeto foi estabelecer um sistema de fluxo de modo tudo funcionasse de forma integrada e eficiente, juntando com a criação da Escola do Olhar, espaço de desenvolvimento de arte e cultura. No centro da reurbanização está a melhoria das condições habitacionais e a atração de novos moradores para a área de 5 milhões de metros quadrados(m²). A chegada de grandes empresas, incluindo as empreiteiras Odebrecht, OAS e Carioca Engenharia, envolve novos incentivos fiscais e a prestação de serviços públicos de qualidade, estimulando o crescimento da população e da economia. Projeções de adensamento demográfico indicam salto dos atuais 32 mil para 100 mil habitantes até 2020 na região que engloba na íntegra os bairros do Santo Cristo, Gamboa, Saúde e trechos do Centro, Caju, Cidade Nova e São Cristóvão.

Saiba mais

CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) é uma rede de espaços culturais geridas e mantidas pelo Banco do Brasil, com o objetivo de disseminar a cultura pela população. Atualmente, encontra-se instalado em quatro capitais brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. O primeiro CCBB foi idealizado em 1986, durante a administração do presidente do BB Dr. Camillo Calazans de Magalhães, sendo inaugurado no Rio de Janeiro em 12 de outubro de 1989, num prédio histórico de 17 mil m² construído em 1906 e que havia abrigado a sede do Banco do Brasil a partir da década de 1920. O edifício possui salas para mostras no primeiro e segundo andares, uma sala de cinema com 110 lugares no térreo, uma sala com 53 lugares para exibição de vídeos no mezzanino, três salas para espetáculos teatrais (um no térreo, com 175 lugares, e dois no segundo andar, um com 158 lugares e outro sem lugares fixos, para espetáculos alternativos). Há ainda um auditório com 90 lugares no quarto andar e uma biblioteca no quinto andar.

Saiba mais


Posts relacionados


Posts mais recentes


Mais lidas

As Melhores Pizzarias de São Paulo

As Melhores Pizzarias de São Paulo
em 28/01/2021 15:46:16

Locais


amazon

mReviews LogoREVIEWS